Euritmia Formação - Todos os direitos reservados

Um pouco sobre Euritmia

A euritmia nasceu na Alemanha no início do século XX, sob a orientação e criação do filósofo e educador austríaco Rudolf Steiner. Esta nova arte do movimento que acompanha a recitação de poemas, prosa ou música vem se desenvolvendo desde então em vários países como Holanda, Suíça, Inglaterra, Escandinávia, Rússia, Japão, Estados Unidos, África do Sul, Austrália, China e em quase todos os países da América Latina.

Inicialmente praticada em pequenos círculos e aplicada pedagógica e terapeuticamente nas Escolas Waldorf, ganhou amplitude através de pesquisas realizadas nas áreas da educação e saúde ao longo dos anos. Hoje está presente em inúmeras escolas, clínicas, hospitais e outras entidades espalhadas pelo mundo, fornecendo apoio para o desenvolvimento físico, intelectual e emocional de crianças e adultos, proporcionando uma maior flexibilidade e sensibilidade artística.

Recentemente também inserida em instituições e empresas, tem apresentado resultados notáveis no desenvolvimento do trabalho em equipe. Aplicada a grupos, a euritmia promove consciência sobre as relações sociais, e sobre a relação do indivíduo com o todo. Na Europa tem crescido a demanda desta especialização em empresas, por seu reconhecido efeito benéfico nas relações de trabalho.

Apesar de atuar em diferentes âmbitos sociais, a base de todo o trabalho eurítmico é de cunho artístico.

A euritmia revela, por meio dos movimentos, as qualidades interiores dos conteúdos poéticos e as leis contidas nos elementos musicais. Gestos corporais e formas percorridas no espaço adquirem vida e significado através dos fonemas, ritmos, sons e tons, intervalos e andamentos dessas duas artes temporais (poesia e música).

Links para consulta:

Sociedade Antroposófica: www.sab.org.br